Checklist Accountex 2018: o que você precisa saber agora para acelerar em 2019

A edição 2018 do Accountex, maior evento de contabilidade do mundo, trouxe muitas lições, oportunidades e tendências para os profissionais da área. Confira em primeira mão as melhores dicas sobre precificação de serviços, segurança da informação e novas estratégias na contabilidade.

A edição 2018 do Accountex, maior evento de contabilidade do mundo, trouxe muitas lições, oportunidades e tendências para os profissionais da área.

E o time da Conta Azul, claro, marcou presença lá em Boston, ouviu de perto as maiores referências do mercado e agora conta tudo que você precisa saber para se preparar para os próximos anos do mercado contábil. 

Nas próximas linhas, Vinicius Roveda (CEO da Conta Azul), Juliana Spitaliere (Content Manager) e eu, Gabriel Manes (Gerente de Marketing), compartilhamos os principais insights do Accountex 2018 e as aplicações práticas dessas ideias.

Então, aqueça o café e siga a leitura para descobrir como manter sua empresa de contabilidade um passo à frente da concorrência.

Cadastre-se agora
O que é o Accountex

O Accountex é uma conferência que reúne grandes especialistas e referências da contabilidade nos Estados Unidos, na cidade de Boston. A edição de 2018 ocorreu de 22 a 23 de agosto.

Em sintonia com a essência da Conta Azul, o evento é bastante focado na pauta que relaciona contabilidade e tecnologia.

Seu objetivo é propor soluções e antecipar os desafios acarretados pelas transformações na contabilidade, um dos pilares do empreendedorismo no mundo.

Em termos práticos, o Accountex é um evento voltado para o futuro. E, em uma era pautada por algoritmos e dados, não dá para ignorar a revolução digital e as oportunidades que ela traz.

Insights do primeiro dia do Accountex 2018
O primeiro dia do Accountex já começou inspirador. Abaixo, veja um pequeno resumo de algumas das palestras e estratégias para colocar em prática desde já.

Segurança da informação: um alerta importante

A palestra de abertura do evento ficou por conta de Dave Kennedy, CEO da TrustedSec, que é especialista em segurança de dados. Durante sua fala, ele trouxe alguns cases que reforçam a importância da proteção de informações (como o caso do envolvimento da Rússia nas eleições americanas).

Essencialmente, a mensagem de Kennedy foi a de que, independentemente do ramo de atuação ou do tamanho da empresa, a proteção é absolutamente indispensável. Afinal, o nível de dedicação e trabalho de um hacker só muda em escala, mas, quanto mais informações ele tiver, mais fácil será atingir a organização.

O especialista chegou a apresentar dados alarmantes: entre 2017 e 2018, houve um crescimento de 340% no número de ataques a empresas nos EUA

Ele ainda pontuou que informações pessoais, aspectos relacionados à saúde, dados corporativos e transações monetárias têm entrado na mira dos invasores. 

Por isso, a precaução é essencial. Diante dessa percepção, a Conta Azul toma todas as medidas de proteção necessárias, e nossos colaboradores recebem constantemente treinamentos especiais em Segurança da Informação.

Mas você, como empresário ou contador, já pode tomar hoje medidas práticas para proteger os dados sigilosos de seus clientes e de seu negócio.
Veja algumas estratégias que Kennedy compartilhou:

1. Utilize autenticação de dois fatores em todas as redes
Além da senha, é válido implementar algum outro tipo de autenticação no seu sistema, por meio de digitais ou letras, por exemplo.

Trata-se de uma medida extremamente simples, mas capaz de evitar muitas dores de cabeça.

2. Certifique-se de que seu sistema ou plataforma online é seguro
Se você está usando um serviço em nuvem, como uma plataforma online de contabilidade, certifique-se de que ele está usando mecanismos de segurança apropriados para bloqueá-lo de invasores.

Na Conta Azul, usamos a segurança SSL, a mesma utilizada pelos bancos, para garantir que todos os dados transmitidos sejam sigilosos e seguros. Com ela, hackers não conseguem interceptar os dados no caminho entre o computador do seu cliente e o servidor do fornecedor da plataforma. 

O cadeado ao lado da barra de endereços do navegador indica que a transmissão de dados é segura. 

3. Não repita suas senhas
Criar senhas distintas e complexas para acessar os diferentes softwares e sistemas dificulta bastante o trabalho de um hacker e, ao mesmo tempo, ajuda a evitar que ele acesse todos os seus dados caso consiga acesso a uma senha.

4. Confira as URLs e mantenha seus softwares atualizados
O palestrante enfatizou, ainda, a importância de tomar cuidado com todas as URLs acessadas, não somente as que geram alerta de segurança.

Manter os softwares sempre atualizados, conforme a última mudança feita pelos desenvolvedores, também é essencial.

No vídeo a seguir, você pode conferir com detalhes algumas das dicas de Dave Kennedy sobre Segurança da Informação

video-dave-kennedy-seguranca-da-informacao

 

Como fazer seu negócio decolar

A segunda palestra do Accountex foi proferida pelo australiano Guy Pearson, especialista em tecnologia e estratégias de marketing para o crescimento exponencial de pequenos negócios.

Em sua fala, a partir de alguns insights do livro The Hard Thing About Hard Things, de autoria de um dos executivos mais respeitados do Vale do Silício, Ben Horowitz, ele compartilhou estratégias para empreendedores que almejam um crescimento expressivo em seus negócios.

Muito focado na fusão entre novos empreendimentos associados à ascensão digital, o discurso de Pearson abordou as possibilidades de se começar um negócio de casa e crescer com base em uma excelente estratégia de branding e investimento em capital humano.

Confira algumas lições compartilhadas pelo expert:

1. Invista em marketing e branding
Nas palavras de Pearson, as pessoas precisam confiar na sua marca se você deseja crescer. Daí a importância de fazer os clientes amarem seu negócio, demonstrando seu propósito de existir.

2. Aposte em mercados segmentados (nichos)
De acordo com o australiano, para oferecer a melhor experiência possível ao cliente, é preciso mirar em nichos específicos. Assim, é possível ir muito mais a fundo nos detalhes para garantir o produto ou serviço ideal. 

3. Faça networking e frequente espaços compartilhados
Para fazer seu empreendimento deslanchar, frequente ambientes compartilhados, troque ideias com outros empreendedores, entenda o meio em que você deseja atuar. 

Guy também gravou um vídeo especialmente para nós com dicas extras sobre novos negócios, crescimento, fusões e vendas. Confira: 

video-guy-pearson-marketing

 

O manual sem papel: perca o papel, faça sua empresa crescer

A última palestra do primeiro dia de Accountex trouxe vários insights interessantes, especialmente focados no mercado de contabilidade.

O palestrante foi Damien Greathead, vice-presidente do Global Accountants’ Programs Receipt Bank. Como já era esperado, ele enfatizou como o sistema antigo – baseado em papel e prévio à tecnologia – é defasado.

Greathead lembrou que, frente a todas as possibilidades de digitalização de documentos, o papel do contador não é mais o de produzir dados, e sim organizá-los, compreendê-los e interpretá-los para prestar uma assessoria melhor ao cliente.

Em outros termos: dominar a tecnologia é essencial, e o primeiro passo é oferecer ao cliente não apenas maior agilidade, mas também mais insumos de informações, relatórios e insights para as tomadas de decisão. 

No decorrer de sua fala, o palestrante utilizou alguns dados para corroborar seus argumentos: ele expôs que 80% dos clientes que já utilizam Client Accounting Services observaram um tempo de ganho precioso para focar em seus respectivos negócios. E, ainda, que 79% deles recomendam esse tipo de serviço.

Confira algumas estratégias compartilhadas por Greathead:

1. Ofereça ferramentas de digitalização ao seu cliente
Em qual lugar você sempre vai encontrar o seu cliente? Se você respondeu "no escritório", saiba que existe um lugar em que vai encontrá-lo ainda mais: no celular.

Se o seu cliente não larga o celular, por que não encontrar formas de se conectar a ele por esse canal?”, sugere Damien.

Ofereça ao cliente ferramentas (como aplicativos e sistemas de nuvem) que o ajudem a capturar e guardar documentos, de modo que possa ampliar sua produtividade e resguardar informações importantes via web – e não em papel.

2. Automatize processos
Cada vez mais, a tecnologia permite a automação de processos na área contábil.
Trabalhar com a digitalização e o upload direto de documentos dentro de um único sistema otimiza as operações de rotina  – tanto de contadores, quanto de clientes.

3. Invista na capacitação de colaboradores com foco no digital
No caso de empresas maiores de contabilidade, de acordo com Greathead, o principal desafio é capacitar as equipes para o domínio das ferramentas.

E, ao mesmo tempo, garantir que os times se mantenham engajados. “Investir em educação e internal marketing é importante”, assegura. 

Insights do segundo dia do Accountex 2018
O segundo dia de Accountex trouxe palestras mais focadas em aspectos técnicos, mas com informações extremamente valiosas. Veja, abaixo, pontos altos de duas palestras que merecem destaque: 

Como os negócios de amanhã impactam os contadores hoje

Referência na área contábil em nível global, Jennifer Warawa foi a palestrante em evidência no segundo dia do evento.

Se você acha que o mundo – e o mercado contábil – estão se transformando rápido demais, vale ter atenção ao alerta de Warawa: de acordo com ela, as mudanças agora ainda são extremamente lentas. 

Daqui para frente, a automação e a integração de processos à tecnologia vão ser cada vez mais aceleradas. 

A palestrante trouxe dados importantes para destacar a necessidade de abertura à mudança: segundo ela, 92% dos contadores não estão preparados para o futuro e cerca de 80% deles ainda precisam compreender as tecnologias emergentes.

Em paralelo, segundo Warawa, 76% dos donos de pequenos negócios afirmam que seus contadores não são proativos e 75% dos empresários, inclusive, já mudaram suas empresas de contabilidade porque os contadores eram reativos à tecnologia, e não proativos.

Mas como adaptar sua empresa de contabilidade à nova realidade? Confira algumas estratégias compartilhadas por Warawa:

1. Transforme-se na empresa do amanhã e ofereça soluções
A previsão da expert é de que, até 2025, a principal função dos contadores será oferecer soluções em tecnologia e negócios aos clientes.

Ou seja, o profissional que antes se restringia às obrigatoriedades fiscais precisa se adaptar.

Segundo as projeções, pelo menos 53% das empresas de contabilidade já adotam algum sistema em nuvem. Dentro de três anos, 100% delas vão perceber essa necessidade.

2. Inclua millennials no seu time
De acordo com Warawa, as demandas de formato de trabalho dos millennials (nascidos entre 1980 a 2000) são as que vão tornar o ambiente de trabalho melhor para todas as pessoas.

A possibilidade de realizar o serviço de qualquer lugar, a postura de adaptabilidade e a disposição à mudança, por exemplo, são características desejáveis frente ao novo cenário.

3. Enfrente as barreiras e desenvolva soft skills
A mudança é difícil, mas é essencial. Warawa sugere que os contadores se tornem bons conselheiros em relação à tecnologia para seus clientes, investindo também no desenvolvimento de soft skills: saber se comunicar e desenvolver boas relações vai ser tão importante quanto dominar a tecnologia no futuro.

Precificação de serviços

Na palestra de encerramento do Accountex, Damien Greathead subiu ao palco novamente para falar de um tema essencial: estratégias de precificação de serviços.

No início de sua fala, o expert apresentou um case no qual um sistema de cobrança baseado no tempo de execução das tarefas permitiu ao seu time reduzir o investimento de de 28 para 10 horas em relação à realização de um mesmo serviço.

Você pode usar o preço como uma ferramenta para estimular comportamentos desejados do seu cliente”, destacou ele.

De forma prática, o palestrante apresentou três estratégias de precificação: 

1. Modelo por tempo de trabalho focado em soluções
Trata-se de uma boa estratégia para demonstrar ao cliente as melhores soluções para otimizar tempo. Ao invés de cobrá-lo pelo serviço de organizar documentos em papel, você vai ajudá-lo a organizar sua contabilidade através da web.

Representa uma alternativa interessante, ainda, para uma posterior oferta de criação de pacotes que incluem serviços como reuniões de orientação e planejamento. 

2. Modelo por valor agregado (pacotes)
O segundo formato de precificação seria, justamente, o formato por pacotes

A ideia é possibilitar a escolha do cliente, mas ainda ter controle sobre o custo do trabalho. Você cria três valores, por exemplo, incluindo determinados serviços específicos para cada um.

A melhor estratégia, nesse caso, é mirar na venda do pacote intermediário com o melhor custo-benefício para o cliente e o valor mais alinhado com o que você deseja receber.

3. Modelo por custo de serviço + contabilidade
Por fim, o último modelo de precificação inclui uma base pelo custo de tempo para as operações que o seu negócio engloba + o custo do serviço de contabilidade em si.

Para chegar ao valor ideal, ou pelo menos ter uma noção sobre o estágio atual de sua precificação, o palestrante dá uma dica:

Se você está fechando 80% de suas propostas, seu preço está muito baixo”, pontua Damien.

Ele, inclusive, oferece uma fórmula para chegar ao seu custo mensal:

  • Gestão de Tarefas + Plataforma x Margem de Tempo = Fee.


Conclusão: abrace a tecnologia, transforme o mindset

De forma resumida, o Accountex 2018 confirma algumas previsões e impressões que a equipe Conta Azul já antecipava aqui no blog.

A adoção da tecnologia é irrefreável e, pouco a pouco, a Inteligência Artificial (IA) começa a dar as caras em diferentes âmbitos das plataformas e soluções de contabilidade. Por isso, aquelas empresas que não estiverem preparadas para mudar tendem a ficar para trás.

Mas o que vai valorizar ainda mais o trabalho da contabilidade nos próximos anos é a capacidade humana de guiar seus clientes para além do digital. A tecnologia, por si só, pode ajudar ou atrapalhar — tudo depende de como você a utiliza e se, de fato, a incorpora ao trabalho. 

Então, a partir de agora, o que difere a sua atuação da concorrência é como você usa os recursos digitais para acelerar esforços, automatizar operações e organizar dados. 

Aproveitando ao máximo a velocidade da tecnologia, você ganha tempo para se concentrar no que realmente importa: na assessoria ao cliente, na estratégia do negócio e em fazer sua empresa crescer. 

Para isso, é necessário que você tenha um mindset aberto, sem medo de sair da zona de conforto.

Claro que a mudança é complexa.

Mas, se você precisar de ajuda no processo de transformação do seu negócio na área de contabilidade, lembre-se de que pode contar com a Conta Azul. 

E, se você apreciou as novidades do Accountex 2018, aproveite para compartilhar este artigo com os colegas no WhatsApp, LinkedIn e demais redes sociais.

Quer acesso a materiais gratuitos exclusivos para Contadores?

Junte-se a mais de 100 mil profissionais e empresários contábeis e receba gratuitamente novidades e dicas sobre tecnologia, marketing e vendas para Contabilidade.