Como calcular os honorários do contador para manter a lucratividade no longo prazo

Em dúvida sobre como calcular os honorários do contador? Veja como definir um preço equilibrado para manter a lucratividade.

Tem dúvidas sobre como calcular os honorários do contador?

Fique tranquilo, pois muitos estão na mesma situação buscando referências para saber quanto cobrar dos clientes.

Mas a verdade é que você não vai encontrar um preço pronto que garanta sua lucratividade.

Você precisa analisar diversas características do seu negócio, levantar custos e calcular a margem de lucro ideal para criar sua tabela de preços.

Então, se você quer acertar no valor dos serviços, é só seguir a leitura e aproveitar nossas dicas.

Conta Azul Mais  Contabilidade em tempo real para transformar sua empresa contábil Quero fazer parte

Planejamento dos honorários do contador

O planejamento dos honorários do contador é o primeiro passo para ter um negócio rentável e lucrativo, que se sustente em longo prazo.

Como em toda prestação de serviços, você precisa definir valores que cubram os custos da empresa, garantam sua margem de lucro e pareçam justos para os clientes.

Na hora de ajudar na precificação dos clientes, os contadores são especialistas, mas nem sempre conseguem aplicar a mesma expertise ao seu próprio trabalho.

Isso porque os preços variam muito conforme o serviço prestado, tamanho da empresa e complexidade das operações.

Para resolver essa questão, muitos contadores buscam por tabelas de referência em entidades como sindicatos e conselhos.

Mas, na prática, não cabe aos Conselhos Regionais de Contabilidade fixar os valores mínimos da categoria, e nem sempre as referências divulgadas pelos sindicatos regionais correspondem à realidade.

Isso porque cada empresa tem suas particularidade e atua em um mercado diferente, com estratégias de negócio distintas.

De acordo com o Código de Ética Profissional do Contabilista, o contador deve estabelecer o preço de seus serviços com base nos seguintes critérios:

  • A relevância, complexidade, custos e a dificuldade do serviço a executar
  • O tempo que será consumido para a realização do trabalho
  • A possibilidade de ficar impedido da realização de outros serviços
  • O resultado favorável ao contratante
  • A peculiaridade de ser um cliente eventual, habitual ou permanente
  • O local em que o serviço será prestado.

É claro que também é importante pesquisar o mercado para ter valores mínimos de referência, mas só você pode determinar o valor do seu trabalho e a rentabilidade do seu negócio.

Logo, a melhor solução é criar sua própria tabela de honorários do contador.

Mas não se preocupe: vamos ajudar você a chegar aos valores ideais. 

Custos na definição dos honorários do contador

O ponto de partida da sua tabela de honorários do contador é o levantamento de custos.

Afinal, você precisa saber exatamente quanto gasta para manter seu negócio funcionando, pois esse montante será subtraído de toda a receita. 

E não estamos falando apenas dos gastos financeiros, mas também dos recursos humanos e intangíveis. 

Veja como calcular seus custos para não entrar na estatística dos “chutes”.

Tempo de execução

Na área de serviços, a máxima “tempo é dinheiro” é sua base de precificação.

Isso porque as horas de trabalho são seu recurso mais valioso, que deve ser gerenciado com atenção para garantir a sustentabilidade do negócio.

Por isso, você precisa determinar qual o tempo dedicado a cada cliente e a cada tarefa para formar preços justos, e não apenas o volume e complexidade das funções. 

Para começar, descubra quantas horas de trabalho podem ser vendidas, multiplicando os dias úteis do mês pela quantidade de horas trabalhadas.

Por exemplo, se você considerar 22 dias úteis e 7,5 horas diárias (já prevendo o tempo de ociosidade), terá 165 horas mensais disponíveis por funcionário. 

Muitas vezes, um cliente pode ter um pacote de serviços mais simples, mas que demanda um acompanhamento mais constante e ocupa horas preciosas da sua equipe com telefonemas, visitas e análises de relatórios.

Custo da equipe 

Depois de descobrir quanto tempo sua empresa dedica a cada cliente, você também precisa calcular qual o custo por hora de cada funcionário.

Para isso, basta somar o custo total do colaborador (salário, férias, 13º salário, FGTS, INSS, benefícios, etc.) e dividir pelo tempo real dedicado ao trabalho que você calculou no item anterior.

Por exemplo, se um funcionário custa, ao todo, R$ 4.000,00 mensais e trabalha 165 horas ao mês, seu custo para a empresa é de R$ 24,00 a hora. 

Assim, você chegará ao custo por hora de trabalho de cada colaborador, e poderá calcular a demanda exata de recursos humanos dos clientes.

Custo do cliente por hora de trabalho

Agora que você já sabe quanto custa a hora do seu funcionário, é só analisar quantas horas estão sendo dedicadas a cada cliente para chegar ao custo de atendimento.

Por exemplo, se o funcionário custa R$ 24,00 por hora e dedica 15 horas por mês a uma conta, significa que esse cliente está custando R$ 360,00 à sua empresa — e, para que valha a pena, terá que pagar bem mais do que isso.

Obviamente, você deve usar o custo da hora como base para definir um preço superior, que tenha uma margem de lucro adequada e considere os impostos. 

Para justificar esse custo ao cliente, você deve ter um padrão de orçamento que já inclua as horas de trabalho e o preço por hora, como a Planilha de custos de serviço da Conta Azul.

Custos e despesas totais

Os custos e despesas fixos e variáveis também precisam entrar no cálculo geral dos honorários do contador.

Basicamente, os gastos fixos são aqueles que não sofrem alteração do valor, enquanto os variáveis são afetados pelo nível de produção ou atividades.

Alguns exemplos de custos e despesas fixos são o aluguel do escritório, serviços de limpeza e conservação, salários, aluguéis de equipamentos, segurança, etc.

Já os gastos variáveis incluem materiais de escritório, comissões, alguns impostos e contas de consumo. 

Ao encontrar um valor total, é importante dividi-lo entre os clientes de forma proporcional, de acordo com o tempo e complexidade de serviços oferecidos a cada um deles. 

Margens de lucro para planejar os honorários do contador

Agora você já sabe qual o total de custos que deve ser deduzido da receita, mas também precisa garantir a sua margem de lucro no plano de honorários do contador.

Afinal, sua empresa não existe apenas para pagar despesas, e sim para gerar lucro e valor no mercado. 

Confira abaixo algumas opções para calcular sua margem ideal. 

Parâmetros de mercado

Uma das formas mais simples de definir sua margem de lucro é a partir dos parâmetros do mercado, segundo a recomendação de especialistas. 

De acordo com o Sebrae, a margem de lucro esperada para as empresas de serviços é de, aproximadamente, 20%, enquanto o comércio possui uma remuneração de 4%.

O cálculo básico é dado pela fórmula:

  • Margem de lucro = lucro / receita x 100

Logo, se você fatura R$ 45.000,00 e sobram R$ 10.000 depois de deduzir todos os custos, significa que sua margem de lucro é de 22% — o que, teoricamente, é um excelente resultado.

Se o seu índice estiver muito abaixo das porcentagens de referência, talvez você precise rever alguns processos, aumentar os preços ou enxugar custos.

Retorno esperado sobre o investimento

Ao planejar os honorários do contador, sua margem de lucro também pode estar baseada no retorno esperado para o investimento realizado no negócio. 

Para chegar a esse critério, você pode calcular a rentabilidade do negócio, que é justamente a análise de ROI (retorno sobre o investimento)

Nesse caso, basta aplicar a fórmula:

  • Rentabilidade = lucro líquido x 100 / Investimento

Supondo que você investiu R$ 50.000,00 para viabilizar seu escritório e teve R$ 5.000,00 de lucro no período, sua rentabilidade foi de 10%. 

Se mantiver esse resultado, você receberá 10% do valor investido ao mês e deverá recuperar seu capital em 10 meses

Então, é só manter a margem de lucro adequada para garantir sua meta de rentabilidade. 

Além disso, você pode ajustar essa meta conforme seus objetivos, depois de alcançar o ponto de equilíbrio do negócio.

Estudo da concorrência

Por fim, seu plano de honorários do contador pode levar em conta as práticas da concorrência na definição da margem de lucro.

Nessa hora, vale a pena consultar e pesquisar os preços cobrados pelos maiores concorrentes, estimar valores e fazer o devido cruzamento de referências.

Tecnologia para acelerar o trabalho do contador

A tecnologia revoluciona os custos, os processos, as rotinas e, consequentemente, os honorários dos contadores.

Com as soluções da Conta Azul, por exemplo, você ganha eficiência de duas maneiras:

  • A Conta Azul, plataforma de gestão financeira, ajuda a compreender custos, analisar receitas e acelerar suas rotinas administrativas
  • E a Conta Azul Mais, plataforma de gestão contábil, conecta as informações financeiras dos seus clientes ao seu escritório, poupando muitas horas do seu trabalho. É uma plataforma 100% na nuvem que já economizou mais de 1 milhão de horas em 10 mil empresas contábeis, unificando todas as rotinas em um único sistema.

Assim, você deixa os processos mais operacionais para as máquinas e passa a dedicar seu tempo às estratégias de negócio, captação de clientes e atendimento.

Agora, sim, ficou fácil somar seus custos e cobrar o valor justo dos clientes, como prometido no início do artigo. 

Aproveite a dica e ajuste seus honorários para crescer.

Conta Azul Mais  Contabilidade em tempo real para transformar sua empresa contábil Quero fazer parte

Quer acesso a materiais gratuitos exclusivos para Contadores?

Junte-se a mais de 100 mil profissionais e empresários contábeis e receba gratuitamente novidades e dicas sobre tecnologia, marketing e vendas para Contabilidade.