Contratação de profissionais certos para o seu escritório contábil

 

Contratação de profissionais certos para o seu escritório contábil

Ter mais qualidade na execução das tarefas, atrair pessoas comprometidas e reduzir a rotatividade de pessoal no escritório de contabilidade passa, obrigatoriamente, por estabelecer uma metodologia adequada no processo de contratação de profissionais.

Acesse grátis seu painel exclusivo

A contabilidade é uma profissão que trata de assuntos críticos para as empresas e a responsabilidade solidária agrega um peso ainda mais intenso à rotina. Por isso, montar um bom time vai fazer o dia a dia ser melhor e os resultados ainda mais promissores.

Mesmo que você já tenha um processo de recrutamento e seleção desenvolvido, é sempre válido incluir melhorias, certo? Para te ajudar nesse desafio tão importante quanto delicado, preparamos um roteiro, segmentando a contratação de um novo funcionário por partes. Acompanhe:

Definição da vaga para contratação de profissionais

Tenha em mente que você só vai encontrar a pessoa ideal se souber exatamente o que procura. É a definição correta do perfil que definirá o sucesso da contratação e consequente bom desempenho do seu escritório de contabilidade. Por isso, faça a lição de casa identificando, principalmente:

  • Rotina de trabalho estabelecida para a vaga: você abre uma vaga na equipe fiscal para a escrituração dos livros fiscais e emissão de guias para pagamento de impostos, mas espera que o profissional atue também em algumas etapas da legalização. Nesse caso, isso precisa ficar claro para o candidato que ele terá mais de uma função;
  • Competências que ela demanda: ainda no exemplo acima, o conhecimento técnico não basta. Características como capacidade de organização, acompanhamento das mudanças na legislação e bom relacionamento interpessoal para se comunicar de forma clara com os clientes é fundamental para lidar com os desafios da vaga;
  • Pacote de remuneração e benefícios que serão oferecidos: faça pesquisas sobre a média salarial para o cargo na sua região. Caso você não tenha condições de ficar na média, ou acima dela, pense em atrativos que fariam um candidato seguir com o seu processo seletivo. Max Gehringer, especialista em gestão de empresas, sugere dicas para lidar com essa situação em seu comentário para a rádio CBN. Ouça: 

As ações listadas acima devem diminuir a quantidade de currículos que você vai receber, mas, certamente, tornará seu processo mais rápido e certeiro, porque vai melhorar a adequação dos candidatos à vaga disponível.

Divulgação da oportunidade

O contador do futuro deve ser conectado! E em tempos de redes sociais, a primeira dica é usar o LinkedIn para publicar a vaga disponível. Com mais de 20 milhões de usuários cadastrados no Brasil, essa é a principal rede social de negócios e um ótimo terreno para captar currículos. Existe a modalidade de anúncio pago, e também é possível escrever uma publicação no seu perfil pessoal, na página oficial do escritório ou ainda nos grupos de discussão que você participa como ferramenta do seu marketing contábil.

As empresas de recrutamento como Catho, InfoJobs e Indeed também têm um espaço para a divulgação de vagas que podem aumentar o alcance da divulgação.

Aliados à tecnologia, os meios tradicionais continuam presentes: a indicação dos funcionários é sempre interessante, pois eles conhecem o funcionamento do escritório e o perfil do colega que está indicando. Ainda assim, a indicação deve seguir o processo normal, como todos os outros candidatos. Além desse formato, a divulgação em universidades também pode trazer bons resultados, dependendo da vaga disponível.

Triagem dos currículos 

Os critérios definidos no primeiro passo agilizam a seleção objetiva dos currículos recebidos, otimizando o seu tempo nessa ação. Para ajudar, especialistas da Robert Half, líder mundial em recrutamento especializado, listam sinais para ficar atento durante a triagem dos currículos:

  • Intervalos sem explicação entre empregos;
  • Excesso de mudanças de emprego;
  • Erros de digitação, gramaticais ou de ortografia;
  • Excesso de ambiguidade nas frases (ex. “conhecimentos em”, “envolvido em”);
  • Ausência de promoção ou crescimento profissional.

Outro critério para se considerar na análise dos currículos recebidos é o nível de experiência percebido. Pode acontecer de candidato ter mais qualificações do que o necessário para o cargo ou estar abaixo do aceitável.

Tomando como base o perfil desejado, o nível de experiência e as dicas dos especialistas da Robert Half, separe os currículos recebidos em três blocos: “aprovados para entrevista”, “checar novamente” e “reprovados”. Assim, essa etapa será bastante produtiva.

Entrevista

Você deve se preparar tanto quanto o entrevistado para essa conversa. Reserve um ambiente confortável e silencioso, e avise o time que você não pode ser interrompido nesse momento. Elabore e siga um roteiro de perguntas. Esta é a melhor maneira de se preparar para não perder o foco e não deixar passar informações que você gostaria de ouvir.

De acordo com o portal Guia da Carreira, a duração média de uma entrevista fica em torno de 20 minutos. Por isso, ter a lista de perguntas na mão permite que você controle o ritmo da conversa. Veja algumas sugestões:

  1. Quais os principais desafios do contador atualmente, na sua visão?
  2. Para você, qual a vantagem de atuar em um escritório de contabilidade e não em um departamento contábil de uma empresa maior?
  3. Por qual motivo você saiu (ou pretende sair) do seu emprego anterior?
  4. Se ficou desempregado por um período, o que fez durante esse tempo?
  5. Por qual razão você trabalharia em nosso escritório?
  6. Como você pode contribuir com o escritório?
  7. Como você distribuiria seu tempo se tivesse que realizar todas as atividades de um departamento?
  8. O que mais te irrita nos afazeres da vaga em questão?
  9. Já aconteceu de você perder um prazo importante ou um documento, gerando transtorno/prejuízo para o cliente? Como você conduziu a situação?
  10. Qual foi o momento mais bacana da sua carreira, quando você sentiu que marcou um gol mesmo?

Com esse tipo de pergunta você consegue mapear o aspecto comportamental do entrevistado. É possível perceber se ele tem visão de mercado, “perfil de dono”, ambição de mais ou de menos para o seu negócio. É importante dizer que as lacunas técnicas podem ser preenchidas com a experiência e treinamento, mas o jeito da pessoa dificilmente muda, não é mesmo? Então, esteja muito atento às respostas e deixe que o entrevistado fale o máximo possível.

E uma dica importante: faça anotações durante a entrevista, assim, você não corre o risco de perder informações relevantes sobre o candidato. Após o término da conversa, conclua sua impressão sobre o candidato e anote tudo que achar pertinente, incluindo as virtudes e defeitos detectados. Isso pode te ajudar muito em um momento de “desempate”.

Avaliação dos finalistas 

Os critérios oficiais foram devidamente avaliados e você já selecionou os currículos mais interessantes. No entanto, sabemos que os critérios subjetivos, como a empatia com o entrevistado, conta pontos na definição de quem vai trabalhar ao seu lado.  

Pensando nisso, Robert Wong (sócio da Robert Wong Consultoria Executiva), que é  um recrutador com mais de 30 anos de experiência, dá três dicas nada convencionais para você pensar antes de bater o martelo*:

1ª) Eu olho para o candidato finalista e faço a seguinte pergunta para mim mesmo: “Eu compraria o carro usado dessa pessoa?”. Este questionamento me ajuda a avaliar se essa pessoa me transmite credibilidade ou se eu pressinto que ele vai me vender gato por lebre.

2ª) Da mesma forma: “Eu traria essa pessoa para dentro do meu círculo íntimo?”. Em outras palavras, eu apresentaria essa pessoa a minha família e a meus amigos mais próximos?

3ª) Por fim, tento visualizar a seguinte situação: “Essa pessoa e eu estamos dentro do elevador no 29º andar de um prédio, e na descida acaba a força elétrica, e vamos ficar confinados nesse espaço minúsculo por duas ou três horas. Nessa situação de estresse, eu ficaria tranquilamente ao lado dessa pessoa até sermos resgatados? Ou seria um 'inferno' depois dos primeiros 5 minutos?”

*Edição do artigo publicado no site da Endeavor, organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo.

Credibilidade e segurança são valores inestimáveis para o seu escritório contábil, por isso, o candidato deve projetar esse tipo de sentimento, além das competências técnicas. Como diria o ex-CEO da Porsche, Peter Schutz: “Contrate caráter, treine técnica”.

Contratação

Depois de passar por todas essas etapas, você já tem o candidato ideal para preencher a vaga! Ligue para ele e dê essa excelente notícia, informando também os documentos que ele deve trazer e a data de início.

Não deixe de entrar em contato com os outros profissionais que dedicaram tempo para participar do seu processo e que não foram escolhidos. Um e-mail basta e é gentil com a pessoa que está aguardando uma resposta. Afinal, você pode ter gostado de outros entrevistados e chamá-los em uma nova oportunidade. Manter a porta aberta é sempre bom, não é mesmo?

Seguindo essas orientações, a contratação de pessoal será muito mais eficaz, ampliando a qualidade dos serviços prestados e reduzindo a incidência de erros ou desmotivação, pois o profissional escolhido estará na vaga feita para ele!

Quer acesso a materiais gratuitos exclusivos para Contadores?

Junte-se a mais de 100 mil profissionais e empresários contábeis e receba gratuitamente novidades e dicas sobre tecnologia, marketing e vendas para Contabilidade.