Imposto de Renda: oportunidades e desafios para contadores

O Imposto de Renda traz grande oportunidades, mas também é desafiador para os contadores. Veja como aproveitar essa época.

Você vê o Imposto de Renda como uma oportunidade ou desafio para seu escritório de contabilidade?

A verdade é que o IR tem dois lados: é um momento com alto potencial de receita e novos negócios, mas também pode impactar outros projetos da empresa com alta demanda. 

Logo, o segredo é conciliar suas demandas atuais com as declarações, além de aproveitar ao máximo esse período em que a contabilidade está em alta.

Vamos ajudar você a encontrar esse equilíbrio com dicas exclusivas de um contador experiente.

Continue lendo e aproveite a prorrogação do prazo de entrega do IR 2020 para crescer ainda mais nesse momento. 

Saiba mais sobre a solução contábil da Conta Azul Mais 100% na nuvem

Imposto de Renda: como lidar com essa demanda?

A época do Imposto de Renda continua sendo uma das mais importantes para os escritórios contábeis, mas o momento também é desafiador

Por um lado, é uma oportunidade de gerar receita e ampliar a carteira de clientes com um serviço que ainda é essencial para a maioria das empresas contábeis.

Por outro, esse aumento da demanda também se traduz em um impacto na rotina das empresas, que ficam no limite da capacidade para atender todos os clientes. 

Em alguns casos, até os sócios param o que estão fazendo e se juntam à operação para ajudar a equipe a dar conta de todas as entregas de declaração do IR. 

O risco é atrasar outras entregas e projetos, ou a própria migração para a contabilidade digital, por conta desse aumento repentino da carga de trabalho.

Mas então, como lidar com esse período atribulado e não comprometer outras rotinas do escritório? 

É o que vamos discutir a seguir.

7 dicas para dar conta do Imposto de Renda 

Para ajudar você a superar os desafios do Imposto de Renda e aproveitar essa oportunidade anual, reunimos algumas dicas de um especialista em contabilidade.

Nosso Parceiro Conta Azul e referência no mercado contábil Anderson Hernandes, CEO da Tactus Contabilidade e palestrante, compartilhou sua experiência e insights para dar conta do IR sem prejudicar outros projetos do escritório. 

Veja o que ele recomenda para a sua empresa.

1. Não pare sua empresa em função do IR

A primeira dica para lidar com esse período é não parar sua empresa somente para atender o IR.

Por mais que seja um momento importante, focar somente nisso pode atrasar entregas essenciais e impactar projetos que vão gerar prejuízos ao longo do ano — como uma migração digital interrompida, por exemplo.

No fim das contas, não vale a pena ganhar uma receita extra com o IR e perder mais dinheiro com atrasos e prolongamento de outros projetos. 

2. Concilie o IR com os projetos atuais

A estratégia para aproveitar o IR e não prejudicar outros projetos, segundo Anderson Hernandes, é encontrar o equilíbrio para conciliar as demandas.

Na prática, isso significa delegar as funções do Imposto de Renda e manter os responsáveis por outras tarefas focados em suas entregas. 

Uma dica importante é atribuir as tarefas do IR a assistentes e auxiliares, deixando somente as etapas finais de conferência e entrega para os contadores seniores. 

Para isso, você terá que dividir a declaração do Imposto de Renda em várias etapas e organizar muito bem a equipe para distribuir as tarefas.

3. Antecipe a comunicação com o cliente

Outra dica certeira é se preparar para o IR com antecedência.

No escritório do Anderson, por exemplo, a equipe envia um vídeo com todas as instruções para os clientes, informando quais documentos devem ser separados e enviados aos contadores.

Assim, os clientes enviam os documentos já no início do período e a empresa ganha tempo para se organizar e entregar as declarações sem pressa. 

Além disso, é importante agilizar as demandas contábeis que servirão de base para o IR com mais antecedência ainda — no fim do ano anterior, você já deve estar pensando nisso.

4. Crie um processo estruturado

Para que essas dicas funcionem na sua empresa, você precisa criar um processo estruturado do IR, com etapas e responsáveis bem definidos.

Por exemplo, estas são algumas etapas que o Anderson utiliza em seu escritório:

  • Antecipação das demandas contábeis para o IR
  • Envio de vídeo instrutivo para os clientes com antecedência
  • Criação de página informativa no site com preços, documentos necessários, prazos e etapas da declaração 
  • Organização da equipe para absorver a demanda (delegação de tarefas)
  • Controle de documentos recebidos, pendências e validações 
  • Envio de cobrança do financeiro para os clientes logo após a conclusão.

5. Use a tecnologia para facilitar o processo

Considerando que a organização é o grande desafio do Imposto de Renda — tanto da parte da empresa quanto do cliente —, a tecnologia é uma grande aliada do escritório nesse momento.

Por exemplo, se você já possui os certificados digitais do CPF dos seus clientes, é possível buscar a declaração pré-preenchida para acelerar o trabalho.

Da mesma forma, os documentos podem ser compartilhados na nuvem para facilitar a entrega, e a equipe pode utilizar ferramentas para fazer o checklist dos arquivos recebidos e pendentes. 

6. Aproveite a prorrogação do prazo do IR para oferecer novos serviços 

Além de aumentar a receita do período, o Imposto de Renda também é uma oportunidade de oferecer novos serviços contábeis ao cliente.

Com a prorrogação do prazo de entrega do IRPF para 30 de junho em 2020, você ganha mais tempo para se aproximar do cliente e se apresentar, cada vez mais, como um parceiro que pode auxiliá-lo em suas decisões.

No momento da declaração, é comum que os clientes identifiquem falhas na sua contabilidade e divergências em relação à evolução patrimonial, ou mesmo percebam que sua gestão financeira poderia melhorar. 

Essa é a deixa para você oferecer novas soluções e assumir seu papel de contador consultor, apoiando a gestão do negócio do seu cliente — e não se limitando somente às obrigações. 

Você pode, por exemplo, mostrar como um acompanhamento financeiro poderia ajudar nos resultados da empresa ou como uma gestão documental poderia fazer a diferença. 

7. Valorize seu trabalho

A maioria dos contadores não costuma se sair muito bem nas vendas, e isso fica ainda mais claro na entrega do Imposto de Renda. 

Muitos têm receio de cobrar o preço justo pelas declarações e colocar aquele valor extra na entrega que foi mais trabalhosa — ou pior: chegam a incluir o IR no rol de serviços e cobrar um valor quase simbólico.

Mas a verdade é que a declaração dá trabalho, toma tempo e precisa de uma contrapartida financeira para compensar o esforço e estresse.

Então, a dica é valorizar seu trabalho e mostrar esse valor ao cliente — oferecendo, por exemplo, informações estratégicas de gestão — , em vez de tratar o IR como mais uma obrigação acessória. 

Ebook Contabilidade Digital

Aproveite ao máximo o Imposto de Renda 2020

O recado está dado: este é o momento de aproveitar o Imposto de Renda para estreitar as relações com os clientes, aumentar a receita e gerar novos negócios

Colocando nossas dicas em prática, você poderá transformar o IR em uma grande oportunidade de crescimento e superar os desafios da alta demanda.

Inclusive, a Conta Azul Mais pode ajudar a estruturar seu processo, já que concentra todas as informações contábeis e financeiras dos clientes e facilita muito o compartilhamento de dados.

Assim, você terá uma base tecnológica eficiente para dar conta do IR, desde o recebimento de documentos até o lançamento das cobranças para os clientes.

Agora é com você: faça a lição de casa e aproveite ao máximo o Imposto de Renda 2020.

Saiba mais sobre a solução contábil da Conta Azul Mais 100% na nuvem

Deixe também seu comentário com ideias e contribuições para o processo.

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?