Como a tendência do open banking facilita a produtividade das empresas contábeis?

Open Banking

Uma nova realidade para as empresas contábeis se desenha a partir do open banking. E ela tem tudo a ver com a produtividade e com novas formas de atuação do contador. Se você ainda não está por dentro das mudanças, descubra neste artigo o que o espera nos próximos meses e anos.

New Call-to-action

O que é open banking?

Open banking é um conceito que parte do compartilhamento de informações bancárias e do seu uso integrado com outras ferramentas para possibilitar a oferta de novos serviços.

Na prática, aplicativos de gestão podem ter acesso aos dados bancários de um usuário para facilitar a organização e o uso dessas informações. A partir daí, conseguem disponibilizar recursos que facilitam a gestão financeira, tanto pessoal quanto no âmbito empresarial.

Com o open banking, por exemplo, é possível ter uma solução de controle de gastos na palma da mão, com um aplicativo que acessa a sua conta e suas despesas para fornecer análises e insights.

Dessa forma, você enxerga com maior facilidade o fluxo de entradas e saídas, os possíveis furos do orçamento e maneiras para manter o saldo no azul.

Imagine ferramentas como essa adaptadas para a realidade de uma empresa. Essa automatização pode tornar a conciliação bancária muito mais rápida e fácil, por exemplo.

Bom para o empreendedor e para o seu contador, não é mesmo? Mas essa já é uma realidade.

Desde o ano passado, a ContaAzul tem o seu sistema de gestão integrado ao Banco do Brasil, que, dessa forma, se tornou a primeira instituição financeira do país a adotar uma verdadeira solução de open banking.

A parceria permite que clientes dos dois serviços possam importar o extrato da conta corrente para o software de gestão, identificando de forma automática a origem de cada movimentação.

Essa conciliação bancária realizada em poucos cliques representa um avanço em termos de eficiência e produtividade não apenas para donos de negócios, mas também para empresas contábeis que atendem clientes da ContaAzul.

Benefícios do open banking para a contabilidade

Ao falar da parceira entre ContaAzul e Banco do Brasil, já ficou claro um importante benefício para os contadores gerado pelo open banking. Ou mais de um, se considerarmos eficiência, produtividade, praticidade e agilidade - todos avanços esperados pela introdução da tecnologia.

Mas para que você possa entender melhor como a realidade das empresas contábeis muda a partir do avanço desse conceito, separamos os principais aspectos para explicar em detalhes.

Acessibilidade em alta velocidade

Quem é adepto da contabilidade digital já está acostumado a ter acesso facilitado às informações de seus clientes. Estamos falando do armazenamento em nuvem e da integração entre os sistemas de gestão. É uma tecnologia que permite ao contador fazer melhor o seu trabalho.

Com o open banking, essa acessibilidade é potencializada e ocorre em alta velocidade. Afinal, são mais dados que ficam ao alcance da contabilidade para registro, documentação e análise. E o que é melhor: de forma automática.

Mais espaço para a consultoria

Você já leu aqui no blog que a nova contabilidade deixa em segundo plano atividades rotineiras para dar lugar ao contador consultor. Esse é o profissional qualificado que pode mudar o rumo de negócios nos quais a gestão é falha. E com o open banking, ele conta com mais informações para ter sucesso nessa tarefa.

Seu sistema de gestão passa a ser alimentado automaticamente com uma nova série de informações relevantes sobre as empresas de seus clientes. As demandas administrativas ocorrem de maneira automatizada, sobrando tempo para se dedicar a tarefas de maior valor agregado.

Menos erros no processo

A integração e compartilhamento de dados bancários elimina mais algumas demandas que antes eram realizadas manualmente. Além de contribuir com a produtividade de empresas contábeis, esse é um fator decisivo para minimizar erros no processo.

O que chega ao contador são informações alimentadas de maneira automática, exatamente aquelas que constam no extrato bancário da empresa, por exemplo. Aumenta o controle sobre os dados e diminui bastante a chance de se equivocar na contabilidade.

Maior compreensão do cliente

Processos burocráticos e demandas contábeis, geralmente, são um pesadelo para o empreendedor. Mas quando isso tudo é simplificado, aumenta o seu nível de compreensão sobre o trabalho do contador. É o que acontece com o open banking.

Essa revolução tecnológica contribui para que donos de negócios possam entender melhor a sua própria movimentação bancária, o dinheiro que vai e vem da conta. Por consequência, a sua visão sobre a contabilidade passa a ser outra, abrindo espaço para a atuação do contador de perfil mais consultivo, como explicamos antes.

Open banking para os empreendedores

Como já ocorreu antes com empresas contábeis, toda mudança exige um período de reflexão. Foi assim com a introdução dos sistemas de gestão, que automatizaram tarefas que antes eram realizadas manualmente. Também com o armazenamento em nuvem, acabando com o acúmulo de papel.

No caso do open banking, a primeira dica para os contadores é estar ao lado de seus clientes. A escolha por sistemas e plataformas confiáveis é imprescindível para garantir o melhor uso de suas informações.

Vale lembrar, para a tranquilidade do cliente, que bancos são verdadeiros especialistas quando o assunto é segurança da informação. O open banking só é possível agora porque a tecnologia permite que essa transmissão de dados ocorra de forma segura e protegida, de acordo com todas as diretrizes estabelecidas pela instituição financeira.

O processo é feito por meio de APIs (da sigla em inglês, Interface de Programação de Aplicações), que são um conjunto de padrões oferecido pelos bancos para que outras empresas, apenas com o absoluto consentimento e conhecimento do usuário, utilizem os dados bancários.

Assim, o empreendedor deve enxergar motivos para abrir a mente (e seu negócio) ao open banking. Cabe ao contador mostrar a ele como o controle financeiro se torna mais qualificado, além de ter seus processos acelerados e executados com maior precisão.

E isso é só o começo, pois o futuro reserva avanços ainda mais significativos com a aguardada utilização do open banking.

Realizar transações a partir de seu sistema de gestão, por exemplo, tende a se tornar realidade em breve - o que é ótimo para donos de negócios e empresas contábeis.

New Call-to-action

O que você, contador, pensa sobre o open banking? Já tem se preparado para as mudanças que virão? Comente!

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?