Destaques da pesquisa Sebrae sobre relação dos contadores com as MPEs

 

Destaques da Pesquisa Sebrae sobre Relação dos Contadores com as MPEs

A relação com empresários é de fundamental importância tanto para o contador quanto para o crescimento do empreendedor e de seu negócio. Mas será que os personagens desse casamento pensam da mesma forma? Uma pesquisa do Sebrae buscou responder essa questão.

O contador e a relação com empresários

A pesquisa Relação das MPEs com os contadores foi realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em 2016, coletando as impressões de 6.054 empreendedores de pequeno porte e microempresários.

Vamos primeiro trazer alguns apontamentos do estudo para depois comentarmos os principais. Veja só o que o Sebrae descobriu:

  • 72% das empresas utilizam serviços de empresa de contabilidade;
  • 28% recorrem a contadores autônomos;
  • 69% das empresas se relacionaram somente com um contador ou escritório;
  • 97% utilizaram serviços básicos, como obrigações trabalhistas e tributárias e folha de pagamento;
  • 54% utilizaram o contador no planejamento tributário;
  • 30% utilizaram o contador para a implementação de sistemas informatizados;
  • 25% utilizaram o contador para obter recomendações para melhorar o negócio;
  • 23% utilizaram o contador como apoio na gestão financeira;
  • 15% utilizaram o contador na elaboração do plano de negócios;
  • 84% acham que o planejamento tributário poderia ser mais ofertado pelos contadores;
  • 79% acreditam que o profissional contábil deveria oferecer mais recomendações para melhorar o negócio;
  • 73% pensam que o contador poderia apoiar mais a gestão financeira;
  • 4,6 vezes por mês é a quantidade média de conversas do empreendedor com o contador para resolver problemas da empresa;
  • 50% das empresas conversam com o contador, no máximo, duas vezes por mês;
  • 35% dos empreendedores deram uma nota entre 0 e 6;
  • 29% avaliaram os contadores com uma nota 9 ou 10;
  • 53% dizem que as informações do contador ajudam a tomar decisões no dia a dia;
  • 68% deles dizem ter usado essas informações para rever a estratégia do negócio;
  • 61% dos empreendedores se mostram dispostos a pagar algo a mais para o contador que prestar serviço de consultoria;
  • 54% pagariam até 20% a mais ao contador consultor;
  • 8,3 é a nota média dada ao contador no quesito confiança;
  • 7,6 é a nota média quanto à clareza e compreensão das informações recebidas do contador;
  • 7,1 é a nota média que o empreendedor dá ao contador quanto ao seu nível de conhecimento sobre a empresa.

Empresário e contador podem ficar mais próximos

O título deste tópico resume bem a conclusão que fica da pesquisa do Sebrae. Nota-se claramente que a relação com empresários pode melhorar bastante. E o principal: o dono do negócio tem interesse nisso. Vamos comentar alguns trechos para entender melhor onde estão as principais oportunidades para o seu escritório.

1. Fuja do básico

A pesquisa mostra que os donos de negócios usam muito mais serviços básicos de contabilidade. Mais do que isso: eles realmente acreditam que é somente isso que um contador pode fazer. Tanto é assim, que a afirmação de que um contador serve apenas para cumprir obrigações da empresa recebeu nota 7,4 em uma escala de concordância de 0 a 10.

Será culpa exclusiva do pequeno empresário e de sua falta de conhecimento? Ou será que o contador não está sabendo se vender e mostrar todo o seu potencial?

A resposta parece estar em outros trechos da pesquisa, quando a maioria dos empreendedores afirma sentir falta da oferta de serviços de planejamento tributário e apoio na gestão financeira, por exemplo.

2. Seja um parceiro estratégico

A diferença existente entre a oferta e a demanda revela que há um campo inexplorado pelo contador na sua relação com empresários. O principal exemplo talvez seja a oferta de recomendações para melhorar o negócio. Só 25% dos empresários afirmam ter recebido esse tipo de suporte, mas 79% acreditam na sua utilidade.

Uma interpretação possível sobre esses dados é de que o empreendedor quer estar mais próximo do contador e acredita que pode crescer com esse apoio, mesmo que às vezes pareça desconhecer um pouco sobre a atividade, ao afirmar que o profissional só faz o básico.

Está aí uma grande oportunidade de se posicionar como um parceiro estratégico de seus clientes. Agregue valor à relação e mostre que você pode atender aos interesses deles, indo muito além do perfil burocrático que por vezes domina o entendimento sobre a sua atividade.

3. Invista na consultoria

Ao se posicionar de forma a contribuir para o negócio do seu cliente crescer e evoluir, o contador tem grandes chances de obter um reconhecimento financeiro por isso. É o que revela também a pesquisa do Sebrae.

Veja nos dados apresentados que mais da metade dos empreendedores aceitaria investir até 20% a mais para receber o apoio de um verdadeiro consultor em contabilidade. Você consegue perceber o tamanho dessa oportunidade? Seu cliente entende muito sobre o negócio dele, certamente, mas quase nada sobre aquilo que você mais domina. E o estudo do Sebrae mostra que ele quer beber nessa fonte de conhecimento.

4. Apoie os iniciantes

O Brasil vive um momento especial em sua história. A taxa de desemprego no país segue batendo recordes e, em março, chegou a 13,2%, totalizando 13,5 milhões de desempregados. Muitos deles, muito mais por necessidade do que por oportunidade, devem tentar o caminho do empreendedorismo a partir de agora.

Nesse cenário que não é o ideal para abrir uma empresa, cresce a necessidade de elaborar um plano de negócios, instrumento fundamental, mas que só tem o apoio do contador em 15% dos casos, conforme relatam os donos de negócios na pesquisa do Sebrae.

Por outro lado, 67% deles gostariam que houvesse maior participação da contabilidade na construção desse planejamento. Então, amigo contador, não há momento mais propício para se lançar ao mercado como um verdadeiro parceiro de negócios, apoiando os iniciantes que tanto precisam do seu suporte.

Você está preparado?

A pesquisa do Sebrae revela oportunidades diversas aos contadores mais atentos para qualificar e ampliar a sua atuação. Uma boa dica a partir de agora é analisar os resultados, avaliar de que forma você pode suprir as carências de mercado e elaborar uma estratégia para se posicionar como um parceiro.

Ações de marketing tendem a se mostrar ideais para esse momento, afinal, quem não é visto, não é lembrado. Mas não se esqueça de focar na qualidade dos seus serviços e de se aproximar de verdade de seus clientes.

A confiança que o empreendedor tem no contador não é baixa, mas há espaço para melhorar. Corra atrás dos 100%, dê o seu melhor. A ContaAzul acredita na sua função estratégica para o fortalecimento dos pequenos negócios no Brasil.

Contabilidade digital: sabe quais são os primeiros passos?  Assista gratuitamente um vídeo com dicas práticas sobre como ser um escritório  contábil digital. Assistir Agora

E você, como observa a relação com empresários e o que pode melhorar? Comente!

Quer acesso a materiais gratuitos exclusivos para Contadores?

Junte-se a mais de 100 mil profissionais e empresários contábeis e receba gratuitamente novidades e dicas sobre tecnologia, marketing e vendas para Contabilidade.