MEI: uma grande oportunidade para o escritório de contabilidade

 

MEI

Seu escritório está com dificuldade de prospectar novos clientes? Um público muito grande pode estar sendo deixado de lado pela sua empresa de contabilidade: o MEI.

Seus clientes precisam de ajuda para se organizar  No Programa ContaAzul de Contadores Parceiros, ajudamos você a organizar seus  clientes, com uma plataforma online fácil de usar Quero organizar meus clientes

Como você sabe, a forma de regularização denominada como MEI ou Microempreendedor individual é ideal para aqueles profissionais que trabalham por conta própria ou que desejam iniciar um empreendimento simples, tocado por conta própria e sem burocracia.

O principal objetivo desse tipo societário é simplificar a formalização, de modo que as exigências são, em suma, também descomplicadas do ponto de vista contábil e fiscal.

Vamos relembrar as principais características do MEI?

  • Rendimentos de até R$ 81.000,00 anuais (a partir de 2018)
  • Não permite a possibilidade de sociedade, pois se trata de um empreendedor individual
  • O microempreendedor não pode ser titular ou ter participação societária em outra empresa
  • Pode contratar apenas um funcionário, que receberá o salário mínimo ou o piso de sua categoria
  • É optante do Simples como forma tributária
  • Realiza o pagamento do imposto em um valor fixo mensal.

Observando esses pontos acima, você pode não vislumbrar as oportunidades que o MEI oferece para seu escritório. Mas, neste artigo, vai entender as vantagens de atender a esse público e como se organizar para obter bons resultados com esse trabalho.

Como a contabilidade pode ajudar o MEI

Muitos empreendedores iniciantes possuem conhecimento apenas do negócio em si e não conseguem se ater a detalhes administrativos e contábeis. Veja como ajudar:

Abertura da empresa MEI na contabilidade

Segundo a legislação, os escritórios contábeis optantes pelo Simples devem realizar a abertura da empresa MEI e a entrega da sua primeira declaração DASN-SIMEI de maneira gratuita. Mas, mesmo que seu escritório não seja optante por esse regime de tributação, é interessante não cobrar pela abertura da empresa MEI, a fim de fidelizar o cliente e mantê-lo no futuro.

Mostre o valor da contabilidade ao MEI

Este é o momento de analisar o cliente e aproveitar seu conhecimento para oferecer a ele serviços que possam lhe auxiliar na administração financeira de seu negócio.

É possível, por exemplo, apresentar um plano básico com relatórios sobre a situação financeira da empresa e ou uma assessoria estratégica mais ampla, para que o cliente tenha um diagnóstico atual e uma visão de longo prazo para o seu crescimento.

Analise o Imposto de Renda

Outra oportunidade trata-se da questão do pagamento do IR pelo MEI. Sem o auxílio da empresa contábil, aumenta a chance de o microempreendedor ter de pagar o percentual máximo no imposto de renda, já que grande parte do lucro obtido é direcionado para pessoa física.

Porém muitas vezes o MEI não tem conhecimento dessa informação, e você pode ajudá-lo a otimizar o pagamento dos tributos.

Auxilie na contratação do funcionário

Para a contratação, o MEI vai precisar do auxílio da contabilidade em questões como folha de pagamento, guias de recolhimento de contribuições e outras questões trabalhistas nas quais pode ter dificuldades. Ajudar o cliente com questões como a implantação do e-Social, por exemplo, é uma maneira de estar presente e mostrar valor agregado.

A propósito, as empresas enquadradas como MEI deverão começar sua fase de adaptação em julho de 2018 e, como o e-social é uma plataforma mais complexa, é necessário prestar o consultoria e auxiliar o cliente para evitar possíveis sanções.

MEI pode se tornar ME

E é claro que o objetivo de toda empresa quando nasce é o de expandir, então quando esse cliente precisar mudar sua forma societária, procurará por um escritório contábil.

Se você é um profissional de visão, então neste ponto já terá fidelizado o MEI de modo que todas as questões contábeis passarão a ser de sua responsabilidade.

Valor do MEI para a contabilidade

Como vimos, existem muitas formas de estar presente em uma empresa que está enquadrada como MEI. Então vamos resumir as possíveis vantagens quanto ao atendimento ao cliente que é microempreendedor individual?

  • O MEI expandirá seus negócios no futuro, assumindo um novo tipo de organização societária e precisará de você, tanto para realizar o desenquadramento, quanto para prosseguir com as atividades como microempresa.
  • Mesmo sendo microempreendedor, ainda serão necessários os serviços contábeis no momento de contratar um funcionário e auxílio na implantação do e-social.
  • Você pode auxiliá-lo na administração financeira de seu negócio, oferecendo relatórios financeiros e consultoria.
  • Seu escritório pode orientá-lo em relação à melhor maneira para evitar o pagamento do imposto de renda pessoa física em sua maior alíquota.

A partir destes pontos é interessante que você e sua empresa contábil comecem a buscar estratégias para fidelizar os clientes MEI na contabilidade.

Novas regras de enquadramento para o MEI em 2018

A partir de janeiro deste ano, ocorreu o aumento do limite de faturamento para os microempreendedores individuais, então é preciso estar atento.

Agora que o valor de faturamento passa a ser de R$ 81.000,00, será necessário o auxílio da contabilidade para determinar se vale a pena continuar como MEI ou se é mais vantajoso migrar para um novo enquadramento.

Como em 2017 o limite para estar enquadrado na categoria MEI era de até R$ 60.000, 00 aqueles que excederam o teto até os R$72.000,00 podem optar pelo pagamento de uma multa, sem que haja a necessidade de mudar de categoria. Mas é importante uma análise aprofundada da situação de cada empresa.

Empresa contábil pode cobrar do MEI?

A empresa contábil pode, sim, cobrar do MEI. Mas precisa lembrar que o atendimento a esse pequeno cliente hoje tem o potencial de render grandes frutos no futuro. Nesse sentido, vale cobrar por serviços específicos e não exagerar nos valores.

Nesse momento, o empresário que está começando seu negócio e que optou por se formalizar desta maneira, seja por pagar uma baixa carga tributária ou pela praticidade da abertura do MEI, não dispõe de muito dinheiro para investir.

Por isso, é aconselhável oferecer serviços simples, que não exigirão um tempo grande de sua equipe e que possam ter preços compatíveis com esse tipo de empreendimento.

Mesmo assim, na sua conta, é importante calcular (e lembrar ao cliente) todas as suas despesas, como a emissão do boleto, energia, equipamentos e todos os gastos os atendimentos.

Para poupar tempo e valorizar seu serviço, você pode utilizar um software de gestão contábil, que vai acelerar a coleta e o processamento de dados e proporcionar relatórios e visão estratégica dessa e de outras empresas. Dessa forma, você consegue atender ao MEI sem impacto à dedicação aos atuais clientes.

A ContaAzul é a plataforma mais indicada para os contadores que desejam atender MEIs, micro e pequenas empresas.

ContaAzul [CON] - o mais completo evento de contabilidade e tecnologia da América Latina

E você, como aproveita as oportunidades do MEI na contabilidade? Comente!

Quer acesso a materiais gratuitos?

Junte-se a mais de 800 mil donos de negócio e receba gratuitamente
novidades e dicas sobre controle financeiro e gestão.